Relógio sem Ponteiros

Relógio sem Ponteiros, de Carson McCullers (Novo Século, 2011, tradução de Adriano Oliveira e revisão (?) de Fabrícia Romaniv e Rafael Varela, 255 p., R$ 10,00), é um romance muito interessante, que aborda o tema da segregação racial no Sul dos Estados Unidos, no início da segunda metade do século XX.

Um velho juiz sonha em ressuscitar a Confederação, sofre com o suicídio do único filho, há 17 anos, e vive com o neto que se sente atraído por um órfão negro, que o juiz emprega.

O farmacêutico da cidade padece de leucemia e vive em rancor, preso ao passado e sem qualquer tipo de afeto pelas pessoas que o cercam.

Toda a pequena cidade de Milan vive em decadência.

Os diálogos do livro são densos, contundentes.

O texto não perde tempo com descrição de paisagens que em nada interferem no desenrolar da trama.

Um livro muito interessante.

A revisão é que pecou bastante, sobretudo na primeiro parte.

Desconhecia a autora Carson McCullers, que viveu de 1917 a 1967, mas havia assistido o denso filme Os Pecados de Todos Nós, de 1967, dirigido por John Huston e estrelado por Elizabeth Taylor e Marlon Brando.

Carson deixou poucos livros, mas merece ser mais conhecida e divulgada.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s