Autores na infernet

Sempre, sempre, sempre a mesma coisa.

Diaporamas infernetosos que circulam por aí, com frases melosas, daquelas que fazem mal a diabéticos, ou com frases até obscenas, atribuídas a algum escritor famoso.

Vinicius, Fernando Pessoa, Veríssimo, Benedetti, García Márquez, Neruda, Borges, Woody Allen, sei lá quem mais.
A gente pesquisa na interlenta e os erros aparecem lá, multiplicados pelas pessoas que nunca se preocuparam em buscar as fontes originais.
Você pesquisa em livros autênticos, de papel, tinta e letras, com capa, contra-capa e lombada, e verifica que o texto nunca existiu na obra daquele autor.

Que sacanagem com o escritor fazem esses abestalhados que não têm coragem para assinar, mas acham-se geniais ao atribuir o texto a um famoso.

Quando eu tiver morrido, espero não “ver” circular por aí algum texto atribuído a mim.
Juntarei as cinzas para puxar as pernas do maledetto que tiver feito isso.

A imbecilidade du çerizumanu não tem limites.
A infernet multiplika uz hêrrus.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s