Sobre Heróis e Tumbas

Há mais de duas semanas comecei a ler Sobre Heróis e Tumbas, de Ernesto Sabato (Planeta DeAgostini, 2003, 623 p., R$ 16,90) , e até agora só consegui chegar à página 188 (30% do total). Tem parecido uma carroça atolada.

O livro fala da paixão entre os adolescentes Martín e Alejandra. A cada capítulo, mais e mais enrolação de conversas intermináveis, de falatório. A longa caracterização dos jovens é dispensável e aborrecida, sem contribuir com algo mais concludente. Não se chega a lugar algum.

No entanto, o livro foi classificado como um dos cem melhores romances do século XX em língua espanhola.

Prefiro, muito muito muito mais, El túnel, realmente uma obra de primeira categoria, do mesmo autor.

Se um dia eu for um velho aposentado, com tempo sobrando, talvez eu retome a leitura desses  heróis, enquanto relembrar o passado, como vô Pancho e outros personagens secundários.

Certamente há outros livros em minhas estantes que me ensinarão muito mais. Por essa razão, por enquanto, vou deixar para os críticos que adulam tudo o que se faz em espanhol, como o máximo da literatura do século XX, que aproveitem suas tumbas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s