Pastoral Americana

Há pouco mais de 40 anos, li Complexo de Portnoy, de Philip Roth, livro escrito em 1969, cujo sucesso de deveu ao fato de falar em masturbação de um adolescente judeu-americano em linguagem explícita.

Há mais de 15 dias tento ler Pastoral Americana, que o mesmo autor escreveu em 1997 (Planeta DeAgostini, 2003, 478 p., R$ 16,90), mas a leitura de arrasta, não consegue engrenar velocidade de cruzeiro para ser agradável. Como diz o resumo na capa, o personagem principal (que não é o narrador) encontra-se “esmagado entre duas épocas, e supreendido pela abissal mudança de moral, apega-se até o fim a crenças que se mostram cada vez mais irreais”. Resumindo: um astro do esporte de subúrbio, em Newark, tenta entender porque a filha se tornou uma terrorista, nas campanhas contra a Guerra do Vietname, enquanto ele tentava transmitir à família os valores de trabalho, de família judaica, e outras relacionadas ao estilo norte-americano de vida de 1940/1950.

Poderia ser um livro interessante, é claro. A linguagem, porém, é monótona, as ações são lentas, os cenários misturam-se excessivamente. Sem contar que, ao contrário da edição que li de Complexo de Portnoy, no qual o farto recheio de expressões iídiches eram explicadas ao leitor brasileiro, Pastoral Americana tem poucas palavras desse linguajar meio nova-iorquino, mas o tradutor Rubens Figueiredo não se deu ao trabalho de pesquisar, para informar ao leitor brasileiro do que tratam aquelas palavras.

Como resultado, confesso que me cansei. Paro a leitura do livro na metade. Não compensa insistir.

E, caro Mr. Roth, como dizem em espanhol, “me importa un bledo” que seu perfil nas comunidades sociais seja falso. Isso mais parece um esforço para não sair do noticiário.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s